Facilitando a produção dos queijos artesanais brasileiros

 

Colocados na clandestinidade e abandonados à própria sorte, os queijos artesanais brasileiros estão, agora, recebendo a devida atenção por parte de diversas organizações, preocupadas em preservar nosso patrimônio cultural.

 

Muitos trabalhos de pesquisa acadêmica tem demonstrado o equívoco de serem estabelecidos padrões de controle totalmente inviáveis e desnecessários. Certamente Minas Gerais lidera o movimento de resgate deste nosso patrimônio abandonado. A Etiel, tradicional fabricante de equipamentos para pequenos produtores de derivados de leite, está pesquisando e desenvolvendo diversas alternativas racionais e viáveis para serem utilizadas por fabricantes dos nossos queijos artesanais.

 

Sem violentar os processos tradicionais, verdadeiro patrimônio que precisa ser respeitado, se sugere recursos tais como:

  • Utilização de um tanque de aço inoxidável para processamento de queijos artesanais feitos de leite recém ordenhado e que facilita a remoção do soro e pode ser utilizado para coleta do “pingo”;

  • Para cortar a massa, no sentido vertical e, depois no horizontal, se propõe uma lira de aço inoxidável, que com a mudança de posição do cabo, executa as duas funções;

  • A agitação fica facilitada e, é mais eficaz, quando se usa um agitador manual feito de aço inoxidável e que produz  turbilhamento;

  • No caso de queijos que sofrem alguma forma de prensagem, se sugere um sistema que aproveita recipientes PET de água mineral e permite uma prensagem contínua e regulável.

 

Colabore com esse propósito, sugerindo outros recursos que possamos desenvolver para ajudar na produção dos nosso valiosos queijos tradicionais.

 

Envie sua sugestão pelo e-mail etiel@etiel.com.br

Dicas de Gerenciais

© 2014 Etiel - Website desenvolvido por Cristina Haberl

Gramado - RS

E-mai:l etiel@etiel.com.br

Telefone: (54)99980-8114 - VIVO

(WhatsApp)